O Instituto Juntos Pelo Bem (www.juntospelobem.org e @institutojuntospelobem), situado no bairro do Engenho de Dentro, que atende duas mil crianças em 17 comunidades na cidade, através do seu corpo docente, vai oferecer uma nova realidade aos alunos que buscam o reforço escolar. Coordenado por Deborah Carballo, os 80 alunos que estão sendo assistidos no departamento de Educação do Instituto Juntos Pelo Bem estarão vivenciando uma nova realidade a partir deste ano.
“Nosso objetivo é levar nossos alunos para uma nova realidade que, até então, estava distante. Nosso primeiro passeio será dia 25 deste mês e vamos visitar o Planetário (espaço que possui duas cúpulas – Galileu Galilei e Carl Sagan – equipados com projetores de última geração oferecendo ao público uma experiência com a Astronomia) que fica na Gávea, um bairro nobre do Rio de Janeiro”, diz Deborah, sublinhando que todos os meses terão uma atividade extra classe para ser desenvolvida no projeto ‘Educando’.
A Pandemia, a evasão escolar e o acesso de crianças entre 10 e 15 anos ao tráfico de drogas, segundo um estudo do portal Observatório das Favelas, ligaram o sinal de alerta do corpo docente do Instituto Juntos Pelo Bem. Para os professores, o ano de 2022 será crucial para uma retomada efetiva dos estudos, e consequentemente, recuperar o tempo perdido em virtude da crise sanitária global.
A presidente do instituto, Samantha Vieira, aposta no sucesso do projeto que permitirá que, crianças que vivem em áreas de risco e sem a atenção do Poder Público, possa se engajar e melhorar suas qualidades de vida. “O Instituto Juntos Pelo Bem foi criado, em abril de 2021, para minimizar os problemas da sociedade vulnerável que vivem nas comunidades carentes. É muito importante manter esse projeto em funcionamento, pois através dele alcançamos inúmeras famílias que vivem em situação difícil”, afirmou.
Ainda segundo a presidente, a consciência social de colaborar com o instituto promove um futuro melhor de transformação de vidas e possibilidades para as crianças e seus responsáveis que também são impactados positivamente. Levar uma realidade que está distante das nossas crianças é nosso objetivo. Nossas atividades serão em vários lugares da cidade para ampliar suas visões, percepções, habilidades e um engajamento social entre as diferentes classes. Temos no Ensino Público Municipal cerca de 50% das crianças – aproximadamente 350 mil alunos crianças – que dependem de auxílio financeiro do governo que culmina com problemas na saúde alimentar, e consequentemente, na Educação.
Texto: Fabio Lacerda – Assessor de Imprensa
Fotos: reprodução